segunda-feira, 3 de maio de 2010

REUNIÃO COMDEMAI - Conselho Municipal do Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente de Itumbiara




















Foi realizado no dia 29 de Abril de 2010 a Primeira Reunião do COMDEMAI - Conselho Municipal do Desenvolvimento Sustentável do Meio Ambiente de Itumbiara no Pólo da UNOPAR - Universidade norte do Paraná.
A reunião faz parte de um modelo de gestão itinerante que esta ocorrendo em todo o município, com o intuito de trazer para mais perto a população de Itumbiara e demais interessados nas ações realizadas pelo COMDEMAI.
A reunião contou com a presença dos conselheiros representantes dos diversos seguimentos no municipio, autoridades, como também com a presença de Professores e alunos da universidade, principalmente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental.

A reunião teve inicio as 17:00hs e abordou os seguintes Assuntos:
- Programação da Semana do Meio Ambiente;
- Relato sobre a Conferência Estadual das Cidades;
- Informação sobre o PLHIS - Plano Local de Habitação de Interesse Social;
- Projetos Socioambientais - Atitude Consultoria.

Sabemos que grande parte dos problemas que afetam o meio ambiente e a qualidade de vida das pessoas ocorre no município. E a partir dele podem ser empreendidas ações capazes de preveni-los e solucioná-los. Mais do que isso, o município é o local onde se podem buscar caminhos para um desenvolvimento que harmonize o crescimento econômico com o bem-estar da população.

A preocupação com a qualidade ambiental vem crescendo nos municípios brasileiros. Por isso, têm sido criados mecanismos para aumentar a consciência e promover a mudança de hábitos e de comportamentos. Cada vez mais a população, juntamente com o Poder Público, tem sido chamada a participar da gestão do meio ambiente.

O Conselho Municipal de Meio Ambiente é um órgão criado para esse fim. Esse espaço destina-se a colocar em torno da mesma mesa os órgãos públicos, os setores empresariais e políticos e as organizações da sociedade civil no debate e na busca de soluções para o uso dos recursos naturais e para a recuperação dos danos ambientais. Trata-se de um instrumento de:

Exercício da democracia,
Educação para a cidadania,
Convívio entre setores da sociedade com interesses diferentes.

Márcio Dias

ADM BLOG

segunda-feira, 19 de abril de 2010

ECOSINCERO!!!

Este vídeo, que foi recentemente exibido pelo Fantástico, ele mostra Luís Fernando Guimarães e seu personagem Supersincero em uma manifestação ecológica onde conhece uma ativista. O personagem questiona a campanha xixi no banho e a defesa de animais de maneira cômica. Confira e deixe a sua opinião!


video

Aproveito aqui para divulgar o III Congresso Nacional de Resposabilidade Socioambiental 21 e 22 de Maio de 2010. Maiores informações no link:

http://abtdpr.com.br/pagina.php?secao=apresentacao&titulo=Apresentação


Márcio Dias
ADM BLOG

quinta-feira, 1 de abril de 2010

IBFLORESTAS desenvolve o projeto Brasileiro - Carbono Social

Projeto Carbono Social: Uma Solução para o Planeta
A busca incansável dos países desenvolvidos em encontrar Políticas efetivas para Reduzir as Emissões do Desmatamento e Degradação sempre esbarra na falta de projetos qualificados para atender a essa necessidade. Estados Unidos, Japão e a Europa como um todo destacam-se como compradores em potencial de créditos de carbono. Consciente dessa carência, o IBFLORESTAS idealizou o Projeto Carbono Social.

O objetivo deste projeto é viabilizar a comercialização de créditos de carbono voluntários, buscando tornar esse mercado mais acessível a quem quer comprar e vender, além de incentivar o reflorestamento de florestas nativas do Brasil.

Apresentando-se como uma alternativa simples e eficiente, o plantio de árvores em países tropicais e em desenvolvimento como o Brasil, pode contribuir para a ampliação da base de produção do setor florestal e, conseqüentemente, gerar benefícios econômicos, sociais e ambientais para as regiões e/ou países que investem nessas ações.

O Projeto Carbono Social permite a criação de uma rede de financiadores internacionais para projetos de recuperação de matas nativas no Brasil. Para garantir o sucesso do projeto, o IBFLORESTAS participa ativamente de cada projeto de recuperação ambiental elaborando os projetos técnicos, fornecendo as mudas, validando e certificando todo o processo até a geração do crédito.

Devido à grande demanda existente na Alemanha por projetos como esse, Wiliam Aquino, um dos diretores do IBFLORESTAS, estará a partir do dia 23 de Março visitando interessados em financiar projetos no Brasil para adquirir Créditos de Carbono e colaborar com o desenvolvimento sustentável de suas atividades produtivas.

Confira como foi essa visita na Alemanha:
Acesse o Link:
http://ibflorestas.org.br/pt/ultimas-noticias/25-noticias/278-ibflorestas-apresenta-projetos-na-alemanha.html



Fonte: IBFLORESTAS - 2010

segunda-feira, 22 de março de 2010

22 de Março - Dia Mundial da Água - VALE A PENA REFLETIR



Devemos visar o uso racional da água no cotidiano e tomar iniciativas para otimizar e reduzir o consumo



“A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos”. (Declaração Universal dos Direitos da Água, Unesco,1992)

De toda a água existente no mundo, 97,5% estão nos mares e oceanos e apenas 2,5% estão em geleiras, rios, lagos e águas subterrâneas, chamadas de “água doce”. Desta quantidade, menos de 1% (rios, lagos e outras fontes) está disponível para consumo. Se 1 litro representasse toda a água do mundo, a água doce corresponderia a 28 ml ou um copinho de café, a água disponível para o homem seria de 6,27 ml.

O Brasil tem 13,3% de toda a água potável do mundo. Desses 13,3%, o Estado de São Paulo, com 30% da população do país, tem acesso a apenas 1,6%, enquanto que a Amazônia, com apenas 5% da população, dispõe de 80% dela.

Somos hoje 6 bilhões de habitantes no planeta, com um consumo médio diário de 40 litros de água por pessoa. Um europeu gasta de 140 a 200 litros por dia, um norte-americano, de 200 a 250 litros, enquanto em algumas regiões da África há somente 15 litros de água disponíveis a cada dia para cada morador. O consumo médio diário do brasileiro é de 200 litros de água, muito mais do que realmente necessitamos.

O consumo exagerado gera degradação ambiental, pois, ao abrir uma torneira, não estamos apenas consumindo água, mas também, alimentando toda a rede de esgoto, para onde vai praticamente toda a água que consumimos.

Devemos visar o uso racional da água no cotidiano através de iniciativas que tenham como objetivo reduzir o seu consumo e estimular a adoção de novas atitudes e comportamentos. A população deve pensar e agir visando o crescimento econômico e respeitando a capacidade dos recursos do meio ambiente, sobretudo a água.

A conscientização e a educação do consumidor são fundamentais para mudanças em seus hábitos, para colaborar na conservação da água nas cidades. Pequenos cuidados fazem muita diferença na conta e na minimização do desperdício.

Cuidados simples

■Evitar vazamentos;
■Só regar jardins e plantas na parte da manhã ou no final da tarde;
■Lavar o carro, sem esguicho, procurar utilizar um balde para evitar o desperdício;
■não lavar calçadas com agua corrente, apenas varrer e se for lavar procure reaproveitar água da lavanderia;
■não instalar válvulas de descarga nos vasos sanitários e sim caixas de descarga, pois são mais econômicas e produzem o mesmo resultado e conforto.

Racionalizar o uso da água não significa ficar sem ela. Significa usá-la sem desperdício. Considerá-la uma prioridade social e ambiental, para que a água tratada e saudável nunca falte em nossas torneiras.

Fontes:
Sabesp - http://www.sabesp.com.br/

WWF-Brasil - http://www.wwf.org.br/

Assista ao video Carta de 2070

O video traz o texto publicado na revista biográfica "Crônicas de los Tiempos" de Abril de 2002.
Essa carta "foi escrita no ano de 2070", relatando como é a vida na Terra nestes tempos. O autor conta a vida no futuro. Conta que anigamente, haviam anúncios que diziam para CUIDAR DA ÁGUA, mas ninguém lhes deu atenção.
Conta ele: "A água,vale mais do que ouro. Os rios secaram, somos completamente desidratados. O lixo é em abundância, pois nossas roupas são descartáveis".

Segue o Link: http://www.youtube.com/watch?v=VuZ0Q4k1FWs


Márcio Dias

ADM BLOG

quinta-feira, 11 de março de 2010

Benefícios Ambientais da Reciclagem

50 kg de papel reciclado evitam o corte de uma árvore de 7 anos.

Cada tonelada de papel reciclado pode substituir o plantio de até 350 m² de monocultura de eucalipto.

Uma tonelada de papel reciclado economiza 20 mil litros de água e 1.200 litros de óleo combustível.

A reciclagem de vidro diminui a emissão de gases poluidores pelas fábricas.

A reciclagem do plástico impede um enorme prejuízo ao meio ambiente, pois o material é muito resistente a radiações, calor, ar e água.

A cada quilo de alumínio reciclado, 5 kg de bauxita (minério com que se produz o alumínio) são poupados.

A reciclagem de vidro aumenta a vida útil dos aterros sanitários e poupa a extração de minérios como areia, barrilha, calcário, feldspato etc...

video
“ Quando a última árvore cair, derrubada; quando o último rio for envenenado; quando o último peixe for pescado, só então nos daremos conta de que dinheiro é coisa que não se come.” (Índios Amazônicos).

Márcio Dias
ADM BLOG

sexta-feira, 5 de março de 2010

BOAS VINDAS À NOVA TURMA DE GESTÃO AMBIENTAL

Clique na Imagem para Amplia-la.


No dia 25/02/2010 iniciou se mais uma turma do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental - UNOPAR / Itumbiara.


Quando mais uma turma se inicia, podemos dizer que é consequencia natural da evolução do pensamento da humanidade em relação a utilização dos recursos naturais de um modo mais sábio. Acreditamos no potencial do curso oferecido pela UNOPAR que é de grande importância para a formação de mais profissionais, onde se tornam pessoas cada vez mais capazes de enfrentar o competitivo mercado de trabalho e de realizar suas metas pessoais.
Ao Professor Alfredo, Parabéns pela coragem e por acreditar nos sonhos!
À Professora e Tutora Elaine Moscoso, Parabéns por escolher Itumbiara para depositar a sua semente como educadora ambiental e consultora, Desejamos Muita Sorte neste novo desafio!
À todos Alunos Calouros do 1º Periodo do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, desejamos BOAS VINDAS neste novo estagio da vida de vocês.
Saibamos:
A escolha é nossa, formar uma aliança global para cuidar da Terra e uns dos outros, ou arriscar a nossa destruição e a da diversidade da vida. São necessárias mudanças fundamentais dos nossos valores, instituições e modos de vida. Devemos entender que quando as necessidades básicas forem atingidas, o desenvolvimento humano é primariamente ser mais, não, ter mais. Temos o conhecimento e a tecnologia necessários para abastecer a todos e reduzir nossos impactos ao meio ambiente. O surgimento de uma sociedade civil global está criando novas oportunidades para construir um mundo democrático e humano. Nossos desafios, ambientais, econômicos, políticos, sociais e espirituais estão interligados, e juntos podemos forjar soluções includentes.


A todos!
Que o nosso tempo seja lembrado pelo despertar de uma nova reverência face à vida, pelo compromisso firme de alcançar a sustentabilidade, a intensificação da luta pela justiça e pela paz, e a alegre celebração da vida

Em Nome de Todos os Alunos Veteranos do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental e da Professora e Tutora Celina...

SEJA TODOS BEM VINDOS!


Márcio Dias
ADM BLOG

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O QUE É SUSTENTABILIDADE?

Segue um video muito interessante abordando o tema SUSTENTABILIDADE, vale a pena conferir...

video

Deixe o seu comentário!

Márcio Dias

ADM BLOG

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

UFU produz plástico biodegradável

Desenvolver um plástico biodegradável feito a base de bagaço de cana e caroço de manga. O estudo, feito por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e da Universidade de Caxias do Sul (UCS), além de reduzir o impacto ambiental - uma das maiores preocupações mundiais da atualidade -, deverá otimizar o trabalho da agroindústria, com a criação de recipientes biodegradáveis para a acomodação de mudas.
Em princípio, a pesquisa com o bagaço da cana iniciou em 1996, durante a tese de doutorado de Guimes Rodrigues, docente do curso de Química da UFU. O trabalho com o caroço de manga surgiu há 3 anos, por meio da necessidade de um viveiro de Araguari (MG) de reutilizar resíduos da fruta e reduzir custos com a mão de obra, com a armazenagem e o transporte de tubos para se colocar mudas - tubetes.
Atualmente, são utilizados cerca de 120 mil tubetes por mês no viveiro. Estes são retornáveis e feitos com plástico comum e quando desgastados ou danificados são descartados e levam de 200 a 300 anos para desaparecer na natureza.
Segundo a doutoranda Carla Meireles, os tubetes feitos com o novo plástico poderão ser deixados ao solo, junto com a planta. O que evitaria a danificação da raiz e do próprio recipiente feito com plástico comum. Além disso, de acordo com a assistente administrativo do viveiro, Solange de Freitas, o produto diminuiria o custo com armazenagem, esterilização e transporte. “Hoje os produtores devolvem os tubetes, o que gera um gasto com combustível, e nós precisamos conferir e esterilizar. Com o novo produto, este trâmite acabaria. É só plantar e pronto”, afirmou Solange.
Projeto deverá ser implantado em um ano e meio
Segundo Guimes Rodrigues, coordenador da pesquisa, o estudo final deve levar cerca de um ano e meio para ser concluído. Já existe o protótipo do tubete feito com o plástico biodegradável e a intenção é viabilizar a produção do produto em escala industrial.
A equipe de pesquisadores ainda estuda o período de degradação do novo plástico quando levado ao solo, o que deve ser entre quatro meses a um ano. “Para a agroindústria, vai depender do tipo de muda a ser plantada. Tem muda que precisa que o tubete degrade em 4 meses. Vamos administrar para cada tipo”, disse Guimes.
A intenção é que o plástico biodegradável também possa ser utilizado na fabricação de outros produtos, como sacolinhas plásticas, o que evitaria ainda mais o impacto ambiental. “Normalmente a celulose é encontrada na madeira. Sendo feita da cana e manga, a utilização deste plástico evitaria o desmatamento, por exemplo”, disse Guimes.
Os custos do material em relação ao produto comum ainda estão sendo analisados.


VELA A PENA REVER ESTE VIDEO!!!

video

Espero que gostem!!!

Márcio Dias

ADM BLOG

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

CIDADES E SOLUÇÕES - LIXO MINIMO

Segue um video sobre alguns projetos...



Muito bom!!!



Confiram o VIDEO!!!


video

Abraços!

Márcio Dias

ADM BLOG